O doador de memórias - Lois Lowry


O doador de memórias 

Autora: Lois Lowry

Editora Arqueiro

192 páginas
Avaliação: 3/5

Jonas é um garoto de onze anos que vive em uma comunidade que todos julgam perfeita, no lugar não existe guerras, violência e nem fome, mas também não existe amor. Ninguém escolhe com quem vai casar, o nome dos filhos ou suas profissões. Lá, tudo é planejado e possui regras que devem ser cumpridas. 

Os habitantes do local também não possuem lembranças, todos se conformam com a mesmice da comunidade, ninguém sabe como era o mundo no passado, exceto uma pessoa: o guardião de memórias, que é a pessoa encarregada de guardar essas lembranças para proteger o povo do sofrimento quando surgir situações difíceis. 

Contudo, o velho guardião precisa passar suas lembranças adiante, e na cerimônia dos doze, onde toda a criança que estiver completando essa idade será designada para a profissão que vai seguir, Jonas recebe a honra de obter essas memórias. Mas, essa não é uma tarefa nada fácil, ao contrário, ele irá sofrer. 

E ao receber as lembranças Jonas percebe que há muito mais do que apenas a mesmice que conhecia, ele descobre a dor e a tristeza, mas acima disso, descobre o amor e as belas coisas da vida. Agora, ele não está mais satisfeito com a realidade daquela comunidade. Porém, para mudar as coisas, terá que infringir as regras e passar por cima do que acreditava ser correto. 



O doador de memórias foi uma leitura interessante, contudo, teve um inicio bem cansativo. O livro ficou bom somente quando Jonas começou a receber as memórias do Doador, essa parte me prendeu bastante, pois ele estava experimentando sentimentos e sensações que sequer sabia que existiam, e a partir dai passa a se questionar sobre tudo que viveu até então. 

Jonas não pode contar nada do seu treinamento para ninguém, e ao ver seus familiares e amigos vivendo daquela maneira, sem ter a mínima noção das coisas como são de verdade, fica inconformado e resolve que quer mudanças. Gostei dele e da sua personalidade, Jonas é corajoso e querido, e vai em busca do que considera certo.

Gosto bastante de distopias porque elas sempre geram grandes reflexões nos leitores, e essa não foi diferente, pois trás a seguinte indagação: é melhor viver em um lugar sem amor e poucos sentimentos, porém, sem nenhum tipo de violência e maldade, ou em uma sociedade em que possuímos o livre arbítrio, e ao mesmo tempo estamos expostos a coisas horríveis que acontecem diariamente? 

Posso dizer que após conhecer a comunidade de Jonas, percebi o quanto ela é solitária e triste e pude olhar o mundo que vivemos com outros olhos e ser ainda mais grata pelas coisas, mesmo que nossa sociedade tenha muitas imposições. 

Bom, essa foi uma boa leitura, mas que começou massante, ficou interessante e quando achei que fosse ficar melhor...acabou. Sem grandes explicações e sem muitas emoções, o livro chegou ao fim. 

Sei que é o primeiro livro e que certamente o outro será melhor, pois é uma trama que tem potencial, mas o final não deixou um gancho que dá aquela enorme vontade de ler a continuação. Acredito que o livro poderia ser maior e com mais reviravoltas para que os leitores ficassem ávidos pelo próximo volume, mas já que não foi assim, vou aguardar pelo segundo. 

Recomendo a leitura, mas não esperem fortes emoções. 

19 comentários:

  1. RESENHA INTERESSANTE..AMEI DÁ UMA VONTADE DE LER..

    ResponderExcluir
  2. Bom, vou me preparar para o início cansativo, porque esse livro será uma das minhas próximas leituras. Mais reviravoltas eu não sei, mas comprei o meu e maior com certeza ele poderia ser. Nem sabia que era série, isso me deu uma desanimada, se não fosse o filme nem leria agora. Beijo. Ju - Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  3. Ouço falar muito sobre esse livro, e o filme também, mas nunca parei pra ver nada sobe ele, essa aliás foi a primeira vez. Nunca li uma distopia, mas gostei da sua resenha, vou ver se encontro esse livro por ai pra ler ashuas

    http://pequenamiia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ola Lara estou com esse livro na metade, acabei pegando outro achei interessante a distopia, mas por ser um livro pequeno será que dará para esclarecer todos os pontos do livro . Espero que sim. beijos lindona

    ResponderExcluir
  5. Oie,

    Bom estou muito animada para ler o livro, quero assistir ao filme logo, então preciso do filme, já estou me adaptando a livros com inícios cansativos, quando descobri que era série fiquei um pouca chateada, mas depois relaxei bem vamos ter mais livros né!

    MAyla

    ResponderExcluir
  6. Oii,

    Sabe, eu tava bem animada com esse livro e o filme, mas agora eu ando me desanimando. Pensei que era mais legal do que eu estou vendo nas resenhas. Assim que puder eu vou ler.

    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Lara
    Eu amo distopias e esse lance de ser uma sociedade perfeita por fora e com falhas internas me deixou bem curioso. Interessante como apenas uma pessoa detém as memórias de todos e como elas serão passadas ao Jonas. Pena que o livro foi massante e quando começou ficar bom, chegou ao fim.
    Espero que o próximo seja mais interessante, né?
    Ótima resenha ( :

    Abraço
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Eu sei que provavelmente já tinha passado por ela informação antes, mas só agora me atentei a isso: o garoto tem 12 anos?! É sério isso?! Acho que a história tem uma carga muito grande para um garoto de apenas 12 anos.. nem acho que ele tenha capacidade para entender tudo aquilo do qual eles estão privados. mas tudo bem rs.
    Tenho visto comentários bem medianos sobre o livro.. isso me desanima um pouco, mas tem seu lado bom: a expectativa diminui. Assim posso me surpreender ao ler o livro =)

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  9. Oi, Lara!
    Eu já li algumas resenhas, mas nenhuma delas destacou esse início cansativo. Também não sabia que teria uma continuação. Eu quero ler porque amo o gênero e achei o enredo bem interessante. Ainda não tenho o livro, mas vou me preparar pra não desistir no começo.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  10. Lara,
    Fiquei surpresa com a nota que esse livro recebeu!
    Ainda assim, acho que a reflexão que ele traz muito interessante, então pretendo ler, mas descompromissadamente de parcerias, no meu tempo.
    Acho que a comparação feita é entre o mundo perfeito ou o nosso mundo, a realidade. Acho que mesmo sem muitos sentimentos prefiro viver na rotina, na tranquilidade, estou tão cansada do ser humano de hoje que acho que aceitaria viver nessa sociedade do livro, rs
    Beijos
    Chrys Audi
    http://www.todasascoisasdomeumundo.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá, bom saber, quando criar coragem psicológica talvez comece a ler. Livros cansativos me dão arrepios D=
    O bom é que as coisas melhoram e a história ganha um pouco de emoção.
    Enfim, é fato que vou lê-lo, mas não será agora.

    Beijooos!
    Vivendo em Livros

    ResponderExcluir
  12. Oi, Flor! Tudo bom?
    Desde a primeira vez que fiquei sabendo sobre a história fiquei muito intrigada, pois achei que iriamos saber sobre "um novo mundo" que de fato é. Todos protegidos por um governo, e apesar de tudo ser combinado, desde o casamento, até o tipo de penteado que você vai usar amanhã, sempre vi como medidas para tudo estar no seu mais perfeito lugar.
    Mas tudo muda quando uma personagem, apenas uma pode mudar tudo. Aposto que o mundo dele deve virar de cabeça para baixo, eu mesma fiquei desacreditada, e estou com o coração na mão, porque sinto que no meio dessa jornada e luta pela liberdade, alguém vai morrer, é quase certo não é? Adorei sua resenha, me relembrando que preciso ler o quanto antes essa história <3

    Beijinhos,
    Percepções Blog | Grupo: Mais um livro, Por favor!

    ResponderExcluir
  13. Olá

    Não tenho interesse pelo livro, ainda mais com a ressalva que o começo é cansativo. Porém, pretendo ver o filme em breve, principalmente porque gostei desse questionamento que a história trata. Quero saber qual será a escolha que farão no decorrer da narrativa. Acho que mesmo depois de assistir o filme (e caso eu goste) não vou querer ler. Não curti a capa e não sabia que teria continuação.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  14. Oi!

    Achei o enredo bem interessante. Daqueles que te levam a refletir a vida. Pensar em ter alguém para guardar as memorias ruins, parece ate bom. Mas se você pensar a fundo, nós somos o que vivemos. O que seria de nós sem o aprendizado com as alegrias e sofrimentos? São essas situações que moldam nosso caráter e nos dá experiencia de vida. Se você tirar esses momentos, repara que a vida fica vazia. Sério, gostei bastante da ideia em si, e vou ate procurar o livro.

    Beijos,
    Bell

    http://contosdoguerreiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá Lara,
    eu tenho muito interesse de ler o livro(de preferencia antes de ver o filme. rs). Eu achei a premissa dele muito interessante, pois tem um toque distópico, e um toque sobrenatural, pelo trabalho dele. A qual foi destinado.
    Bom, a unica coisa que me deixa ressabiada é o que você falou sobre o inicio ser lento, tenho pavor disso. Gosto de leituras que desde a primeira pagina nos conquiste e nos faça ficar grudados, bom acho que você me entende, não é.
    Flor eu adorei a sua resenha e os pontos que você levantou me deixou esperta e não criar muita expectativa em cima dele.

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir
  16. Oi, Lara!
    Quero muito ler O Doador de Memórias, tenho lido coisas boas a respeito do livro, e tbm quero assistir ao filme, espero realmente gostar, apesar que quando eu iniciar a leitura não vou ficar com muitas expectativas, porque você disse que o inicio é meio massante. E espero que o próximo livro atenda suas expectativas :D

    Adorei a resenha!!!!

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  17. Desde quando eu vi esse livro pela primeira vez, eu fiquei interessada, o título me chamou muito a atenção, queria ler o livro só por causa dele, nuca tinha visto uma resenha, nem sequer sabia quantas páginas o livro tinha kkkkk Mas agora vendo sua resenha, eu fiquei um tanto desanimada, não estou com muita paciência para livros que comecem devagar e terminem meio chatos, sem explicações, quem sabe mais para a frente.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  18. Olá Lara!
    É uma pena você não ter gostado do começo do livro e é exatamente ele que tem que nos prender. Não sei se quero ler o livro, mas quero muito ver o filme. Achei a história interessante e acho que só vai dar pra ver como realmente é a história nas telonas.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://www.eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Acho que vou ficar só pelo filme mesmo. Me parece um pouco com esses outros livros da moda como Divergente e Jogos Vorazes. Eu lembro que quando saiu Crepúsculo todo mundo já saiu escrevendo sobre vampiros, aí no outro ano já foram Zumbis. Esse ano digo que é ano das ditaduras literárias... kkkkk.
    Bjs ;)

    www.readerscompany.blogspot.com.br

    ResponderExcluir