Quando eu era Joe - Keren David


Quando eu era Joe (livro 1)

Autora: Keren David

Editora: Novo Conceito

318 páginas
Avaliação: 5/5
Comprar: Submarino / Compare preços e compre!

"Eles tiram uma radiografia. Eu fico deitado sozinho na mesa branca enquanto a máquina clica e zumbe por cima de meu corpo. Imagino como seria se essas máquinas pudessem enxergar dentro de sua mente assim como de seu corpo e ver o emaranhado de mentiras e pensamentos e problemas que tem lá; se pudessem produzir uma imagem que capturasse a verdade interna, a pessoa real, o esqueleto da alma. Quem veriam se pudessem enxergar dentro de mim?"


Ty Lewis é testemunha-chave de um crime brutal, e por esse motivo, precisa ser incluído no programa de proteção à testemunha e é obrigado a mudar completamente sua vida, pois ele e sua família correm grande perigo.

O garoto de 14 anos que era tímido, quieto e nada popular, precisa mudar de cidade, se afastar de seu único amigo, Arron, deixar sua avó, sua escola e assumir uma nova identidade. Ty agora é Joe, tem  13 anos, cabelos mais escuros e lentes de contato. Sua mãe, Nicki, também passa por uma transformação, e os dois vão morar em outro lugar e começam uma nova vida.

Joe é popular, faz sucesso com as garotas e se torna um excelente corredor. E Ty começa a gostar dessa história de ser Joe, o problema é que os fantasmas do passado não o deixam em paz, e os ataques estão aumentando cada vez mais. Ty então, percebe que precisa viver constantemente no anonimato e fugindo, para que ele e sua família fiquem a salvo. 


"É tudo minha culpa, posso ver isso agora. Eu não fiz nada na época porque Arron não ia ser mais meu amigo. Mas agora perdi meu amigo para sempre e tem uma morte na minha consciência. "

O livro é narrado em primeira pessoa por Ty, que é um adolescente do qual gostei bastante, é difícil passar por tudo o que ele passou com apenas quatorze anos de idade. Gostei dele, e achei interessante a maneira como ele amadureceu, consegui perceber o quanto ele evoluiu, afinal, Ty não tinha personalidade, era a verdadeira sombra do amigo Arron, fazia tudo o que ele mandava e não expunha suas próprias opiniões. Com o acontecido, ele percebeu isso e mudou, o que me agradou bastante, pois gosto muito de acompanhar a evolução de um protagonista, e acredito que nos outros livros Ty ainda irá me surpreender. 

Nicki, sua mãe, me irritou profundamente. Não sou mãe, mas acredito que a maioria faz de tudo para apoiar e proteger seu filho, e Nicki passa o tempo todo frustrada por ter perdido sua vidinha, ela vivia bebendo, fumando e mostrando o quanto estava deprimida. Isso me incomodou demais, pois essa é uma situação terrível para Ty, que além de passar por isso, ainda se sente culpado por colocar sua família em perigo e agora, por ver sua mãe se destruir, acho que ela deveria dar apoio para ele e ter esperança de que as coisas vão melhorar.  

Ambos tiveram que mudar de maneira abrupta, mas não tinham opções, isso certamente é algo muito ruim, mas não justifica uma mãe falar para seu filho que ficar grávida dele, acabou arruinando sua vida. Mas tirando as chantagens emocionais que fazia, em raros momentos Nicki até ganhou minha simpatia.

Em relação a trama, tudo é muito bem construído, é um livro de leitura rápida, repleta de suspense e ação. A trama instiga o leitor, fiquei extremamente envolvida e curiosa para saber tudo sobre o ocorrido, sobre o que realmente Ty testemunhou, sobre quem o estava ameaçando, sobre tudo! 

Quando Eu era Joe, trás a tona diversos temas interessantes, tais como gravidez na adolescência e bullyng, o que nos fazem refletir bastante. No livro, fica bem claro o quanto o que falamos e o que fazemos de maneira impensada pode arruinar nossas vidas de forma drástica. 

Essa é uma trama intensa, que vale a pena ser lida. Quero muito ler o próximo livro!
Recomendo com certeza! Leiam e descubram os mistérios de Quando eu era Joe!




6 comentários:

  1. Oi Lara também gostei muito do livro e não vejo a hora de ler a continuação. Assim como você fiquei bem irritada com a Nicki, e como mãe posso te garantir que este não é o estado normal de uma mãe.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  2. Não sabia que o livro tinha continuação, tenho muita curiosidade de ler esse livro, a história parece ser bem intensa e interessante, gostei da sua resenha, fiquei com mais vontade de ler.
    Acho que a capa não é muito favorável ao tema, não li o livro e não sei se relaciona bem à história, mas não acho que a capa chame atenção...

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Claris!!! A capa mostra claramente nosso protagonista, é o Ty, transformado em Joe. Eu até que achei ela bem legal!
      Beijooos ^^

      Excluir
  3. Hey
    Acho a premissa interessante, mas por algum motivo passei leituras à frente.
    De início parece um thriller, mas suspeito que não fique só nisso..

    Acho a capa bem bacana, e por ela suspeitava que havia bullying relacionado.

    Ótima resenha.

    beijos
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  4. Desde o início mudei minha opinião em relação a esse livro várias vezes. Li resenhas positivas, que me deixaram animado, e outras com algumas ressalvas que particularmente poderiam incomodar. Mas é bom ver um livro que consegue unir alguns elementos bacanas, como a ação e o suspense, tratar de temas importantes e principalmente ter uma história original, o que parece ser o caso.
    Não sei quando será possível ler, mas espero gostar tanto quanto você.

    Beijos, Lara!
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oie Lara
    estou num entusiasmo crescente para ler este livro, já que só leio resenhas positivas.
    Gosto quando um autor aborda essa relação mãe e filho, pois acabo me colocando no lugar da mãe, e imaginando o que eu faria.
    Ótima resenha
    Bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir