Vocês conhecem o Partenon Literário?

Olá leitores, hoje apresento a vocês o Partenon Literário! Vocês já ouviram falar?



Pois então, a Sociedade Partenon Literário teve seu nome inspirado no grande templo grego e consistia na reunião de um grupo de pessoas que se interessavam por literatura e artes em geral. A Sociedade surgiu no dia 18 de junho de de 1868, em Porto Alegre e perdurou até meados de 1880. As atividades eram compostas por saraus literários, bailes, palestras, aulas noturnas, a manutenção de um museu, de uma biblioteca e de um órgão divulgador das ideias dos integrantes: a Revista mensal da Sociedade Paternon Literário, que contava com os principais nomes da literatura do Rio Grande do Sul da época, nela, se lia contos, poesias, romances, críticas literárias peças de teatro e também se encontrava ideias abolicionistas, republicanas e de emancipação feminina. 

A revista foi importante para o Estado do Rio Grande do Sul pois a ela circulava não só por Porto Alegre, como também pelas outras cidades do Estado, levando ideias, cultura e conhecimento literário para a população que não possuía esse conhecimento .

Quando o hino da Sociedade Partenon Literário começa a ser tocado no aparelho de som, os 19 membros da reunião já estão de pé. Alguns baixam a cabeça, em respeito, outros olham para a surrada flâmula pendurada na parede, pensativos. Assim que a música cantada por uma voz feminina empostada termina, o presidente Benedito Saldanha anuncia:
– Sejam bem-vindos a este momento de magia, integração e cultura.
Em 1997 a sociedade foi retomada e atualmente são 165 associados. No grupo encontram-se médicos, advogados, militares e professores, que se dedicam a promover encontros de escritores, divulgar a literatura do Estado, montar uma biblioteca própria e estabelecer laços entre intelectuais e a população, através de visitas a escolas.  

Sem dúvida, essa foi uma grande iniciativa dos nossos antigos gaúchos.

 


5 comentários:

  1. Eu NUNCA tinha ouvido falar. Deveriam existir mais como esta pelo Brasil. :/

    Depois do Para Sempre

    ResponderExcluir
  2. Que coisa mais magnífica. Não sabia dessa história. Amei saber. =) Adorei essa postagem... Beijocas.

    ResponderExcluir
  3. Oi Lara, e não conhecia não, mas confesso que fiquei com vontade de conhecer mais de perto.

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia, Lara!
    Que ideia bacana! Ainda bem que eles reavivaram ela nos anos 90, né? :)

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir