Curiosidades sobre Edgar Allan Poe

Oii Gente, hoje o Curiosidades Literárias é sobre o inigualável, o incomparável, o mestre do horror: Edgar Allan Poe!! 


E eu trouxe pra vocês algumas estranhas curiosidades sobre esse homem que sempre escrevia suas obras e seus contos com um terror avassalador...

"...Era noite e a chuva caía enquanto caía, era água mas quando chegava ao chão era sangue! E eu estava na planície lodosa, por entre os nenúfares, vendo a chuva que caía sobre mim..."

1°: Então, primeiramente podemos concluir que o lado macabro do escritor surgiu desde quando ele frequentava um internato na Inglaterra que ficava ao lado de um cemitério. E acreditem, as aulas de matemática ocorriam em meio aos túmulos  pois os alunos calculavam as idades dos mortos pelas datas marcadas nas lápides. E pasmem, as aulas de ginastica consistiam em abrir as covas em que seriam enterrados os mortos da cidade. 

2°: Poe tinha medo do escuro, achei até engraçado, o mestre da ficção macabra ter medo de escuro, mas ele chegou a confessar a um amigo que acreditava que os demônios se aproveitavam da noite para enganar os imprudentes.


O Corvo

"Com longo olhar escruto a sombra,
Que me amedronta, que me assombra,
E sonho o que nenhum mortal há já sonhado,
Mas o silêncio amplo e calado,
Calado fica; a quietação quieta:
Só tu, palavra única e dileta,
Lenora, tu como um suspiro escasso,
Da minha triste boca sais;
E o eco, que te ouviu, murmurou-te no espaço;
Foi isso apenas, nada mais."


3°: Esse foi um trecho de O Corvo, um grande sucesso do autor, Poe teve sua inspiração através da ave de estimação de Charles Dickens, que aparece em seu romance Barnaby Rudge, o qual Poe resenhou. Quando os dois autores se encontraram, Dickens contou que seu corvo havia morrido (aparentemente, a ave bebeu a tinta de um tinteiro que Dickens havia deixado aberto) e Poe, voltou para a casa naquela noite e inseriu o personagem no já existente poema chamado To Lenore, que ele havia abandonado. "Lenore" rimava perfeitamente com "Never more", que se tornou o famoso mantra do corvo de seu poema.


E vocês gostam de Poe? Já leram? 

Um beijão ^^



9 comentários:

  1. Adoro Edgar Allan Poe e não sabia dessas curiosidades. Imagina só ter aula em um cemitério? E se exercitar abrindo covas? O dono do cemitério foi esperto, economizava com os funcionários, né? hahah

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca li nada dele, mas eu quero muuuito mesmo ler! Adorei as curiosidades, principalmente a primeira hahaha.

    Beijoos!
    Bagaco de Laranja

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho um livro de contos de terror aqui na minha estante.. é edição de bolso... to criando coragem para pegá-lo e ler... quem sabe... Mas ele escreve super bem

    Coments Respondido em http://tematoa.blogspot.com.br/2012/10/cinquenta-tons-de-cinza-e-l-james.html
    Me visita?
    Guilherme Kunz
    www.tematoa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Lara, li apenas um livro do Allan Poe, mas foi suficiente pra perceber como ele é o cara. Pretendo ler mais poemas e contos o quanto antes. Coincidentemente hoje foi lido o poema Só em uma reunião que participo semanalmente.

    Sobre as curiosidades, a segunda é bem... estranha. Nunca imaginei isso, mas concordo com o ele confessou ao amigo rs

    Beijos
    Ricardo - www.blogovershock.com.br

    ResponderExcluir
  5. Nao conhecia muito bem o cara... Mas fiquei apavorada só de ver essa fotinha dele rsrsrsrs
    O cara parece ser super misterioso, cheio de obscuridade no sangue ahahaha
    Vou procurar saber mais dele. Fiquei curiosa.

    Bjokas
    Flavia - Livros e Chocolate

    ResponderExcluir
  6. Acredita que nunca li nada dele!!! OMG que vergonhaaaa huahuahuauh
    Vou procurar conhecer ele, lendo alguma coisa :)
    Bjo Lara! :*

    http://www.livroscomresenhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Para quem não conhece, o último fato tem uma informação a mais! Existe um texto chamado A filosofia da composição, em que Poe conta como ele criou o texto The raven e lá ele até cita o Dickens! O texto apesar de ser teórico, no sentido de explicar o processo criativo, é bem divertido e a leitura não é pesado. Até o sugiro para quem quer ler uma teoria de literatura, mas não tem muito conhecimento específico da área, assim os termos não assustaram tanto e não será tão massante.

    E sempre que puder, pelo menos ouvir o poema no original, porque as rimas são muito muito muito bonitas! Quando eu era pequena, eu queria até que a minha filha se chamasse Annabel por causa do poema Annabel Lee HAHAHHAHAHA

    ResponderExcluir
  8. Dois autores magníficos, Poe e Charles Dickens.

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?
    Adorei estas curiosidades, pois gosto muito das estórias de Poe.
    Abs.
    sorcerersreaders.blogspot.com.br

    ResponderExcluir