Cinquenta Tons de Cinza - E.L.James


Cinquenta Tons de Cinza
E. L. James
Editora Intrinseca
455 páginas
Avaliação: 2/5

"Homem nenhum jamais me afetou como Christian Grey, e não consigo entender o por quê. Será sua aparência? Riqueza? Poder? Não entendo minha reação irracional."

Anastasia Steele, uma estudante de literatura, que nunca tinha se apaixonado e nunca tinha vivido momentos muito intensos em sua vida, vê tudo mudar completamente no dia em que sua amiga Kate pega um resfriado e não pode entrevistar o bilionário Christian Grey, dono da empresa Grey Enterprises Holdings, Ana então, depois de muita insistência da amiga, vai no lugar de Kate.

Na entrevista, Ana se deparou com um homem enigmático, que parecia maniaco por controle, mas que também a deixava extremamente desconfortável e a fazia sentir uma estranha sensação. Após esse dia, eles passaram a se encontrar "acidentalmente", e Ana ficou completamente envolvida por Christian, que é extremamente sedutor e lindo. Porém, esse atraente homem possui marcas de um passado que deixou traumas, isso, talvez, seja uma justificativa por seu comportamento extremamente dominador. 

Comportamento esse, que assustou Ana, mas ela já estava apaixonada e resolveu tentar ficar com esse homem, mas será que ela está preparada para agradar Christian da maneira que ele deseja? Será que Ana poderá ser a Submissa que ele tanto quer?

"Nunca ninguém me bateu antes. Onde é que fui me meter?
Apaixonei-me por alguém tão fechado emocionalmente que só vou me machucar."

Cinquenta Tons de Cinza foi uma leitura que no começo me prendeu muito, pois a narrativa flui bem inicialmente, porém, no meio do livro já o achei cansativo. Ele é narrado por Anastasia e ela é uma pessoa desastrada e algumas vezes engraçada, mas com o avanço da leitura fui me irritando muito com a personagem. Primeiramente por que ela se torna muito repetitiva e eu já não aguentava mais ela falar sobre sua "deusa interior", e outra coisa que não gostei na personagem, é que ela "enrubescia" por qualquer bobagem e a toda hora, mas para fazer sexo com Christian e se submeter à diversas coisas ela não ficava com vergonha, mas enfim, achei a protagonista muito chatinha. 

O Sr. Grey é um personagem misterioso, sedutor e atraente, mas por trás do seu sadomasoquismo existe uma história de vida bastante complicada.

Quanto as cenas de sexo, elas são beeeem detalhadas e a linguagem é extremamente forte, o problema do livro pra mim é que era isso o tempo todo, não tinha uma boa história por trás. Os dois não podiam se ver que logo depois já estavam fazendo sexo, chegou em uma parte do livro que eu já não aguentava mais, já estava cansada, pois tudo ficou muito repetitivo, os diálogos, a narração... enfim, tudo!

Enfim, acho que não lerei a continuação.

Mas para quem gosta de livros desse tipo, recomendo!









8 comentários:

  1. Oi Amilgaaaa leeendaaaaa!!!

    Olha, se tem um livro que desde que foi lançado não me chamou nem um tikinho de atenção foi esse viu!!!

    Sei lá... Acho que ta muito modinha...

    E também, não gosto muito desses livros hot... Eu leio mais no ônibus, e se eu começar a ler essas cenas de sexo explicito, tenho certeza que vai me dar uma vontade de correr atrás do Anderson e ele vai ta trabalhando nessa hora e não vai poder fazer nada por mim..... kkkkkkkk

    Sooo... Melhor não ler!

    Beijokas de Danoninho de Laranja!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi amiga! Concordo com você em grande parte da resenha, só que como você sabe, eu não gostei do livro. Não achei envolvente e nem nada do tipo. hahaha. Mas eu fiquei curiosa para saber a história de vida do Christian e pq ele é assim, mas não é o suficiente para me fazer ler o segundo livro da série. Então, quando você ler, você me conta, oks?! Beijos :D

    ResponderExcluir
  3. Logo que este livro foi lançado eu até fiquei com muuuita vontade de ler, mas conforme iam saindo resenhas sobre ele eu fui mudando um pouco de opinião, ainda quero ler, mas não é uma coisa desesperada não, sinceramente não gosto de cenas fortes nos livros.

    Vanessa - Blog do Balaio

    ResponderExcluir
  4. Nada melhor do que uma boa resenha...o livro tem sido bem comentado,desperta uma curiosidade...e uma fantasia...mexendo com a imaginação...quero a resenha do próximo!!Muito bom,adorei!

    ResponderExcluir
  5. quero ler a resenha do próximo
    acabei de ler uma mais cedo que deu duas estrelas
    eu dei uma apradinha no livro pq to tentando terminar outro por isso q nao tneho muito o q falar dele sabe

    ResponderExcluir
  6. Olha, a mãe da minha amiga leu esse livro e ela falou que tipo ele é meio nada a ver porque só tem sexo. Como você falou, eles não podem se ver que já vão pra cama. Eu acho nada a ver isso, mas enfim. E esse negócio de sadomasoquismo, é loucura sabe? Quer dizer, tem gente que gosta, mas é meio estranho. Fora que todo mundo falou que a protagonista é a pessoa mais chata do mundo.

    Tchaaau Larinha!!
    Bagaço de Laranja

    ResponderExcluir
  7. Não gostei desse, mas ando curiosa pela continuação. Talvez seja minha mania de sempre querer ler livros que sei que são ruins.

    ResponderExcluir
  8. A Anastacia às vezes dá preguiça! E sua "deusa interior", é estressante. Já seu "inconsciente" é irônico e chega a ser bem engraçado. O livro é bom e vale á pena ser lido.
    Bjos

    Juliene Farnez
    http://entrereaiseutopias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir