Marta - Breno Melo

Breno Melo

Marta

Autor: Breno Melo

Editora: Schoba
216 páginas
Avaliação: 2/5

"Talvez os loucos sejam mais felizes do que pensamos, e nós mais tristes do que eles parecem ser. Eles nos enganam quanto a isso? Quem sabe eles o façam muito bem e não o notemos."

Na Argentina, na cidade de La Falda, vive Marta, uma adolescente que acabou o ensino médio recentemente e teve que mudar-se para fazer sua tão sonhada faculdade de jornalismo, ela e suas duas amigas, Naila e Silvia, foram para Córdova morar juntas para estudar. Marta estava lá, naquele apartamento, mas é na sua cidade natal, há quilômetros dali, que ficava seu coração, é lá, que mora João, o grande amor da vida dela.

Os dois namoraram um tempo, e Marta ainda é completamente apaixonada por ele, possui um amor tão grande por ele, que acaba cometendo erros que gerarão sérias consequências futuras, pois infelizmente, esse sentimento todo não é reciproco. E o livro é narrado em torno dessa paixão de Marta, das suas frustrações e acima de tudo, das grandes esperanças que ela tinha de tê-lo novamente.

"E, se ainda não sorria por fora, com sorrisos nos lábios, todavia já sorria por dentro, na alma renovada de esperanças..." 

Marta, infelizmente, foi uma leitura extremamente cansativa para mim, eu demorei muito para ler, pois não é aquele livro que te prende até o final, e sim um livro com uma história que podia ser ótima, mas acabou se tornando decepcionante.

Quando li a sinopse de Marta, vi que se tratava de uma garota bipolar, e achei isso muito interessante, pois seria um tema bem diferente, porém, não consegui perceber traços dessa personalidade da protagonista, sei que não entendo nada do assunto, mas achei que poderia ter sido mais acentuada essa característica dela, pois vi apenas uma pessoa que ama exageradamente a outra e sofre por não ser correspondida, não consegui distinguir a bipolaridade, e a medida que eu lia, minhas expectativas iam diminuindo.

Outro ponto que me fez achar a leitura tão arrastada, é que senti que faltou algo, pois o livro é todo em torno das  angustias de Marta, que sofre muito por causa de João e todas as atitudes tomadas são por causa dele, até quando ela esta com as amigas é apenas sobre ele que falam, simplesmente tudo o que acontece no livro recorre desse sentimento de Marta por João. Obviamente que esse é o foco do livro, mas poderia ter outros acontecimentos que desviassem um pouco disso para assim, a leitura se tornar mais agradável. Achei também que algumas partes estavam perdidas no livro, como as passagens de Naila, que foram totalmente desnecessárias pois não acrescentaram na estória.

Mas mesmo com esses pontos negativos, eu gostaria de ressaltar que o autor narra os fatos brilhantemente, a escrita dele é realmente magnífica. Breno cita poetas e filósofos famosos a narrativa inteira e possui o lirismo muito acentuado, gostei muito mesmo da maneira do autor escrever, pena que a trama não me conquistou.

"Amamos aquilo que não temos."





4 comentários:

  1. Não tenho muita vontade de ler este livro, mas antes tinha certa curiosidade por causa da sinopse. Gostei muito da sua resenha.
    Beijos.

    http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei a sua resenha amiga, mas confesso que não tenho vontade de ler este livro, mesmo sendo de uma editora parceira do meu blog! Pode-se notar que o desfecho da história é ruim e cansativo!
    Parabéns pela resenha!

    Beijos!
    Adriana
    http://umbestsellerchamardemeu.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Assim como você o que me chamou atenção nesse livro é a questão da bipolaridade, achei um tema bem interessante para se abordar, ainda não li o livro espero que eu goste mais dele do que você hahaha'

    Beijo;*
    Naty.

    ResponderExcluir
  4. Boa noite Lara,

    Já li algumas resenhas negativas desse livro, mas tenho vontade de ler...gostei da sua resenha e do seu ponto de vista...abçs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir