Filme - Os Homens que não Amavam as Mulheres (versão Hollywoodiana)

Olá queridos!!!!
Há uns meses atrás, bem no inicio do ML,  resenhei um livro que eu gostei muito: Os Homens que não Amavam as Mulheres (confiram a resenha aqui!). Esse livro é o primeiro da trilogia Millennium e é realmente maravilhoso, ele virou filme e eu fiquei tão empolgada que fui logo assistir a versão sueca, e como mencionei neste post aqui, me decepcionei um pouco, visto que o livro daria uma trama muito melhor. 

Os Hollywoodianos então, perceberam que seria um sucesso, e resolveram filmar a versão norte - americana, e depois de assistir, posso dizer que agora sim, minhas expectativas foram alcançadas. 


Gênero: Drama e Suspense
Duração: 158 min.
Direção: David Fincher
Censura: 16 anos
Nota pessoal: 5/5

Sinopse: 
Harriet Vanger (Moa Garpendal) desapareceu há 36 anos, sem deixar pistas, em uma ilha no norte da Suécia. O local é de propriedade exclusiva da família Vanger, que o torna inacessível para a grande maioria das pessoas. A polícia jamais conseguiu descobrir o que aconteceu com a jovem, que tinha 16 anos na época do sumiço. Mesmo após tanto tempo, seu tio Henrik Vanger (Christopher Plummer) ainda está à procura e decide contratar Mikael Bomkvist (Daniel Craig), um jornalista investigativo que trabalha na revista Millennium. Bomkvist, que não está em um bom momento por enfrentar um processo por calúnia e difamação, resolve aceita a proposta e começa a trabalhar no caso. Para isso, ele vai contar com a ajuda de Lisbeth Salander (Rooney Mara), uma investigadora particular incontrolável e anti social.

 Não me aprofundarei muito na estória, para não me tornar repetitiva, falarei apenas sobre a minha opinião. 


Depois de assistir esse filme, eu fiquei impressionada com a riqueza de detalhes e em como ele foi fiel ao livro, vi apenas um acontecimento que foi diferente, porém, o filme inteiro é exatamente igual a obra, foi como imaginei ao ler Os Homens que não Amavam as Mulheres.

Os atores atuaram brilhantemente, todos, sem exceções não decepcionaram, impossível não mencionar Rooney Mara, que assim como a atriz da versão sueca, interpretou uma Lisbeth magnifica.

Lisbeth

A trama possui personagens fortes, inteligentes e com profundos dramas psicológicos que atribuem o comportamento de cada um. Lisbeth é visivelmente perturbada e dotada de uma inteligência que é privilégio de poucos,  Mikael é um homem atraente e ético, a família Vanger mantém aparências, mas possuem segredos horrendos, e a vida dessas diferentes pessoas se cruzam de uma maneira surpreendente. 

Um filme extremamente inteligente, Os Homens que não Amavam as Mulheres é repleto de suspense, e aborda, como o próprio nome diz, a violência sofrida por tantas mulheres, e que infelizmente faz parte da nossa realidade. 

É uma trama surpreendente, e mesmo sendo longa, os acontecimentos não a tornam cansativa. Sem dúvida, a versão americana para mim, foi a melhor.


Super recomendo esse filme, porém, ele possui cenas impactantes, e para quem não gosta de tramas fortes, não aconselho! Pois é um filme violento, mas é muito bem construído e vale a pena conferir!

Assistam e descubram os mistérios da família Vanger!!

Vocês já viram alguma das versões? Me contem!!! ^^     

E me desculpem por tanto tempo sem postar, meu computador estragou e eu espero que fique pronto logo!!!!!

E um super Feliz Dia Das Mães atrasadinho para todas as mamães!!! ^^

Um beijãooooo

6 comentários:

  1. Olá!!

    Realmente!!

    Em Deixa Ela Entrar, os Suecos fizeram uma adaptação melhor, mas em Os Homens Que Não Amavam As Mulheres, os americanos levaram a melhor, até pq a Lisbeth ficou com seu encanto real! *o*



    Beijos,

    Samantha Monteiro
    Word In My Bag

    http://wordinmybag.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, Lara.

    Essa é uma história que apesar de não ter lido o livro, não esperei para assistir ao filme. Vi apenas a versão hollywoodiana, porém foi uma experiência muito agradável. Tenho certeza que o livro deve ser ainda melhor, mas sem expectativa para a leitura .. só espero que não demore.

    Ótimo post, e como você disse, Rooney Mara está magnífica.

    Beijos
    Ricardo - www.overshock.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu vi a versão sueca e adorei, no começo eu fiquei meio desconfiado dessa versão americana pois parecia apenas que Hollywood queria se aproveitar de um filme que não foi muito divulgado por lá, mas com tantas críticas positivas que esse remake recebeu acho que vê-lo.

    http://viciadoemlivrosefilmes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Estou louca para ver esse filme! Li o livro e também vi a versão sueca fiquei fascinada pelos dois.

    http://sussurrodanoite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eii.. Adorei seu blog, muito diversificado..
    acho q voltarei aqui mais vezes.
    vou te seguir aqui e te convido a conhecer o meu:
    http://belezaeatragedia.blogspot.com/

    me segue lá caso goste tbm'
    bjos.. Well...

    ResponderExcluir
  6. Estou com muita vontade de ver esse filme. Sério. Não tinha muitas expectativas, mas foram tantas pessoas me indicando que acabei com vontade. Pena que não vi até hoje.
    Acho que vou baixar para o final de semana.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir