Novidades Modo Editora

Olá, hoje trouxe pra vocês mais novidades da Modo Editora.





AQUEÇA MEU CORAÇÃO, Nanda Meireles

Sinopse:
Em “Aqueça Meu Coração” conhecemos Raquel, uma jovem estudante, e seus dilemas ao enfrentar o amor, a desconfiança e as mudanças inevitáveis preparadas pelo destino. Descobrindo que essas mudanças podem ser assustadoras ou excitantes, tristes ou cômicas e até mesmo a realização de sonhos ainda nem sonhados.
Porque o amor está onde menos esperamos... “Bem, algum dia isso ia ter que acontecer, não é? Alguém um dia despertaria em mim aquela emoção romântica que toda garota anseia. Fiquei aliviada por perceber-me capaz disso e tentei não pensar em quem era o causador da emoção. Só porque ele foi o primeiro, não significava que seria o único, certo? Certo?”

Sobre a obra:
“Aqueça Meu Coração” é um romance jovem, narrado por uma personagem intensa que tenta olhar as dificuldades sempre por um ângulo positivo. Ela precisa enfrentar uma grande mudança em sua vida, mas é aos poucos que percebe a amplitude dessas consequências. A imprevisibilidade é um fato inevitável no dia a dia e nossa reação mediante as situações é que moldarão nosso futuro.
A história começa com a apresentação das dificuldades da personagem principal ao viver num bairro pobre em sua cidade. Sua mãe engravidou muito cedo e o pai sumiu no mundo. O amor de um desconhecido que a tomou nos braços e criou com alegria. As difíceis decisões para apoiar quem precisa de nós. A influência de uma mente perturbada pela esquizofrenia na vida das pessoas a sua volta. O sabor do perdão e do recomeço.
Biografia:
Meu nome é Fernanda Meireles, tenho 26 anos e sou carioca. Nasci na cidade de Nilópolis e atualmente resido em Nova Iguaçu, ambas localizadas na Baixada Fluminense do Rio de Janeiro. Sempre fui apaixonada pela leitura e tinha em meu coração o desejo de escrever minha própria história, mas foi só no ano de 2009 que abracei realmente esse sonho. Hoje tenho os romances “Um Sonho a Mais”, “Pra Vida Toda” e “Vida Após o Amor” publicados. Convido a todos a conhecer mais sobre meu trabalho no site www.fernandameireles.com
Palavras da autora:
Desejar escrever um livro fazê-lo realmente e publicá-lo são coisas completamente diferentes. O que acredito ter marcado essa minha caminhada literária foi entender, na pele, essas diferenças. Acreditar num sonho, dar a cara à tapa fazendo algo totalmente novo, correr atrás de oportunidades, ver algumas portas serem fechadas diante dos seus olhos, enquanto outras se abrem de forma inesperada. Entender que tudo tem seu tempo e dar valor ao que realmente importa.  
Tenho o hábito de tentar sempre ler autores diferentes. Durante essa aventura fiquei encantada com Teresa Medeiros, Adriana Brazil, Davidson Silva, Neiva Meriele, Kresley Cole, Meg Cabot, Sarah MacLean e muitos outros...
Eu aprendi que tudo na vida é mediado por uma escolha, seja ela acertada ou não. Deixo a sugestão para que conheçam mais os novos autores nacionais. Arrisquem, não posso garantir que todas as escolhas serão boas, mas algumas com certeza valerão à pena.



Marcas Indeléveis


Prefácio:

Marcas Indeléveis é uma história emocionante; Não, não é um conto de fadas, não é uma história feliz, com passarinhos cantando e uma jovem moça sorridente encantada com um príncipe cavalheiro, belo, charmoso e que a fará feliz pelo resto de sua vida. Mas ainda sim é uma história de amor.  Uma história muito complicada, porque nossa querida protagonista, Esther, é uma mulher que encarou o amor várias vezes, e nem uma delas foi fácil, na verdade o amor quase destruiu toda a alma, o coração e a mente desta mulher que se entregou de braços abertos a ele e não foi tão bem recebida assim. Esther teve uma vida difícil, sem muitos luxos e sempre com um grande problema, o amor e sua beleza que chega a ser até mesmo uma maldição cuja atrai apenas dificuldades para ela, e apesar de dificuldades duras, lhe trouxeram sabedoria. Esse é o tipo de história que nos mostra que a vida não é fácil.  E que nem todos os romances são belos, correspondidos e duram eternamente, nos ensina que a falta de amor, não importa onde seja sempre faz uma falta imensa na vida de qualquer ser humano. E que é necessário recebê-lo, não somente de homem para mulher, mas de pai para filho, de irmão para irmão, de amigos para amigos, simplesmente dar e receber amor de uma forma simples e sincera. Mostra-nos que um simples abraço que foi negado pode deixar uma marca profunda e distorcida no coração, uma marca indelével. Esse é um livro com uma história real, que pode, e na verdade foi repetida com milhares de mulheres que já enfrentaram essa dor terrível. Não há nada de mágico ou sobrenatural nela, é apenas a verdade. A verdade dura e fria de versões diferentes do amor. ''... O amor que não é, senão de perdição, de afagos e desvarios. Ame e o amor te levará por caminhos, veredas, canções e emoções errantes inimagináveis. “Incompreensíveis aos olhos dos loucos que não conhecem a lucidez da loucura de amar...” Adorei de coração esse livro, repleto de emoção e estou feliz por ter tido a chance de ler a obra de uma parceira aqui do blog, Ahtange, que tem um talento incrível para escrever.
Recomendo totalmente Marcas Indeléveis.
Beijusss..

Ana Carolina de Oliveira.

Autor:Ahtange Ferreira
Obra: MARCAS INDELÉVEIS

1 - Porque o(a) Sr.(a) escreveu esta obra?
Sou professora de Educação Infantil e ao longo dos anos fui percebendo os inúmeros problemas que as crianças apresentavam no espaço de sala de aula, vindo a descobrir, em praticamente todos os casos, que esses problemas eram de cunho emocional e familiar.


2 – Em que/quem foi inspirada esta obra?
Acompanhei e vivenciei muitos casos, participei de alguns na qualidade de ouvinte, em outros precisei intervir. São histórias de muitas mulheres, mães e adolescentes, e famílias desestruturadas.

3- Esta obra já foi revisada por um profissional? Em caso afirmativo, cite os dados do revisor (Nome, Profissão).
Não, pois ainda não tive recursos para tal, tudo foi feito por mim.
  
4- Qual a área em que esta obra se encaixa? (p. ex.: psicologia, drama, ficção, matemática, física, auto-ajuda, poesia, ficção científica, fantasia medieval, fantasia urbana, realidade contemporânea, contos, crônicas, humor, eróticos, espionagem, suspense, policial, terror etc.)
Bom, acho que drama com uma boa dose de psicologia, pois retrata traumas de infância que contribuem bastante para os infortúnios da vida adulta.

5 - Qual o público que, em sua opinião, irá se interessar por esta obra? (p. ex.: faixa de idade, profissão, classe social, religião, etnia, gosto literário etc.)
Pais e professores. 

6- Quais são as mensagens que esta obra transmite ao leitor?
Principalmente alerta para os problemas causados ao indivíduo quando este não tem uma boa estrutura familiar. E como a violência física e psicológica afeta a auto-estima de uma mulher. Como as cicatrizes da alma podem ser destrutivas, inesquecíveis incuráveis...

7- Caso esta obra possua personagens, por favor, responda as seguintes perguntas:
·         Em que esta obra é baseada - em fatos reais, ficção ou ambos?
Em ambos
·         Em que local e época a trama se passa?
Por volta de 1988 (início) Começa em São José de Ribamar, uma parte em Fortaleza e termina em São Luis MA

Quantos personagens existem nesta obra?
Tem muitos personagens. Como a história tem três momentos, ou seja, se passa em lugares distintos posso dizer que existem três núcleos de personagens. Os mais importantes são os de Fortaleza e de São Luis.
·         Descreva de forma sucinta a personalidade de cada personagem com nomes.
Esther: Inteligente, porém desestruturada emocionalmente por sempre sofrer com a falta do pai. Uma mulher em busca do amor sonhado, guerreira uma sobrevivente. Com oscilação de humor vai de um extremo ao outro com muita facilidade.
D. Helena, guerreira, carrancuda, radical, mas no fundo só queria criar os filhos com dignidade. Uma mulher sofrida e esquecida do amor.
Seu Antônio: Desinteressado, irresponsável, mulherengo e com pouca vocação para pai e marido. (pai de Esther) 
D. Silvia doce, calma e amorosa. (Patroa com quem Esther foi morar em Fortaleza)
Mônica: Intrigante, maldosa, vingativa. (filha mais velha de D. Silvia)
Seu Jonas: Calado, violento, mulherengo. (marido de D. Silvia)
Evilásio: Doce, meigo, gentil, apaixonado. (amor de adolescência)
Pedro: Tranquilo, recatado, tímido. (amor de adolescência)
Edna: Doce, amiga, conciliadora (Amiga patroa e alguém muito especial para Esther)
Marcos: Inteligente, culto, maduro. (professor, amante e pai do filho de Esther Michael)
Vera: Esposa de Marcos (ambiciosa)
Fernando: Inteligente, mulherengo, irresponsável. (MARIDO)
Susana (irmã mais velha de Esther)
Lúcia: Doce, carinhosa, gentil e meiga (irmã de Esther)
Adrian: Doce, lindo, amoroso, gentil, apaixonado( o amor sonhado de Esther com quem ela fica no fim)

8 - Quais as ligações entre os personagens?
Em todos os núcleos trata-se de famílias.


9 - Quais são os temas/assuntos principais e coadjuvantes abordados na obra? (p. ex.: nascimento, morte, velhice, traição, ciúmes, amor, pedofilia, homossexualismo, religião, perdão, crueldade, machismo, feminismo, tolerância, inteligência etc.)
Morte, perda, amor, ciúmes, crueldade, traição, estrutura familiar.


10 - Qual o foco narrativo utilizado na obra? (p. ex.: Narrador-Observador, Narrador-Observador Onisciente, Narrador-Observador Câmera, Narrador-Personagem Protagonista, Narrador-Personagem Testemunha, Narrador Intruso e Neutro)
Narrador neutro

11 - – Em que esta obra se diferencia de outras obras de outros autores do mesmo gênero, estilo e assunto? O que esta obra traz de novo, diferente, revolucionário, inédito ou singular?
Eu já havia lido alguns dramas ao longo da minha vida, mas acho que nenhum com tanta intensidade. (Neiva Meriele)
Início de uma resenha.... Algumas pessoas que já leram apontam muito a questão da intensidade e como parece tão real.

12 – Diga as palavras que mais definem a sua obra.
Sofrimento, violência, perda, superação, limite, dor, amor, busca, superação.


13 – Insira um texto sucinto da obra que mais a caracteriza:
Marcas Indeléveis mostra como muitas mulheres vivem e são violentadas de diferentes formas e principalmente alerta para o estrago que causa a violência psicológica. E os danos às vezes irreversíveis que causam no indivíduo uma família desestruturada emocionalmente.





O Voo Da Estirpe - ADRIANA VARGAS DE AGUIAR



A Autora: Adriana Vargas de Aguiar passou a escrever contos infantis desde que aprendeu a ler. Recebeu incentivo dos pais à leitura e sua infância se deu entre enciclopédias infantis ilustradas enquanto as crianças brincavam no quintal.
Aos treze anos escreveu seu primeiro romance. Imaginava estórias que nunca havia vivido e passava sua imaginação para o papel. Esses escritos eram escondidos debaixo do colchão.
 No ano de 2000, entrou para a academia de Direito pela Universidade UCDB, uma das alunas mais aplicadas do curso. Apaixonada por leitura filosófica, as obras que mais lhe chamaram a atenção foram de Platão, Hanna Arend e Friedrich Nietzsche.
Com participação e menções honrosas em vários concursos literários, acredita neste caminho para a escalada dificultosa em um país o qual a leitura é um desafio.
Fundadora e coordenadora do movimento – Clube dos Novos Autores. Luta arduamente ao lado de 30 novos autores pelo espaço de seus livros nas estantes brasileiras.

DADOS DA OBRA

Esta obra foi escrita dedicada aos amantes da liberdade ou a quem ainda não a conhece e sonha em alcançar um voo. Não há uma dedicatória em especial, mas somente quem se compatibiliza com o amor, poderá se identificar com a obra.
A trama foi escrita em 2004, mas devido a vários percursos e obstáculos pelos quais, passaram a autora, ela apenas foi concluída no ano de 2011.
Tratá-se de um romance contemporâneo, dramático, ofegante, escrito através do método intuitivo e narrado em primeira pessoa, direcionado ao público jovem adulto e torna-se livre dentro do inconsciente de quem a lê. Possui algumas nuances de aventura, suspense, intrigas, intimidades e a busca pelo amor na mais profunda acepção da palavra.
As orientações contidas no O voo da estirpe é a transformação do ser através da insatisfação com a solidão. Clarice se abre de um modo intenso, sem clichês e meias palavras, expondo aos leitores, o que ela faz quando ninguém vê; o que ela sente, quando ninguém consegue admitir nem para si mesmo.
 É um livro que fala da vida como é, do ser humano por dentro e por fora, da hipocrisia que cega e mente e do amor em sua extensa acepção.
A maior mensagem deste livro é a forma sagrada como o verdadeiro amor tem o dom de modificar, não somente tudo o que há por dentro, mas o mundo a seu redor.
É um livro de cunho romântico.
Uma apologia à realidade. O leitor se identificará a todo tempo com Clarice e voará com os sonhos desta personagem.
O aprendizado com a obra é a abstenção do preconceito e a entrega incondicional ao amor.

CARACTERÍSTICAS DOS PERSONAGENS

Clarice – protagonista da obra, uma mulher solitária que através do amor por um estranho, descobre a cura para a carência e solidão cultivada há anos.
Clarice é impulsiva, com o comportamento guiado entre o ser racional e sonhador. Ingênua e destemida, mostra ao leitor que é “dona de seu nariz”, ao fazer tudo e tão somente o que quer. Alguns a chamariam de ousada, outros de desvairada, o julgamento de cada um varia de acordo com visão que tem do mundo. Na verdade, Clarice é uma romântica não assumida, até que o amor lhe doma o cavalo selvagem que traz no peito.
Klaus – o homem misterioso dos sapatos de verniz e paletó marrom que persegue nossa protagonista em todos os lugares. Ele ensinou Clarice a amar, enquanto ela acreditava piamente que estava cuidando de Klaus, portador de uma doença terminal, era ele quem a cuidava, deixando muitas lições de vida frente à luta contra a doença. Inteligente, carismático, brincalhão e otimista, ele passará aos leitores, uma força interior desmedida. Guarda um segredo que será revelado a Clarice. Continuará ao lado dela, mesmo após a sua morte, em todos os lugares onde ela estive - a história dos dois não se acaba após a morte.

Estela – uma prostituta que surge no enredo com a missão de definir os sentimentos de Clarice por Klaus, sabendo-se que nossa protagonista, ao descobrir a doença de Klaus, rompe o relacionamento por medo de não saber lidar com a dor do luto e se o que sentia era algo capaz de vencer todos os obstáculos que ela poderia enfrentar, inclusive, o preconceito. Estela surge de modo intrigante, pondo todos, inclusive o leitor, em dúvidas, quanto ao seu papel na vida de Klaus.

O livro foi baseado em fatos retalhados da vida real. Os personagens foram inspirados em pessoas reais, dada à riqueza de comportamentos que foram observados durante um bom tempo antes de se iniciar a obra.

FRASES DA OBRA:

Se tiver que chorar, será com lágrimas de verdade, não apenas no banheiro ou embaixo do cobertor, mas em qualquer lugar que caiba a minha dor.”

“Quando eu amar através das escolhas feitas pelo coração, talvez tenha tempo de sorrir...”

“A vigilância pública deveria me impedir de sair pela noite do jeito que me encontro: bêbada de sentimentos - saio à caça de emoções.”

“Desconsertada e embaraçada, peguei o botão de rosa vermelha e fiquei parada no meio da rua imaginando como poderia esse estranho estar em toda parte.”

“Não me prendo a estigmas pré-conceituados. Quero sentir o que não tem limites; quero viver o que não possui manual de instrução.”

“Segui em frente rumo ao banheiro. Entrei na ala masculina, sai à caça dos sapatos pretos de verniz que poderiam surgir a qualquer momento por debaixo de alguma porta... Lá estavam eles... Virados de frente para o vaso sanitário...”

“Estava prestes a cometer um crime de manchete nos jornais; estava preparada impetuosamente para fazê-lo de pronto. Encostei-me na porta e ela se abriu como se estivesse me esperando.
Nada mudou, continuo a mesma que chora no tapete da sala e escuta country romântico, dançando com a taça de água tônica.”

“Fui arrastada para as partículas do estranho como uma tempestade espantando novamente o sol, nada mais existia... Nem o desejo de me apaixonar, pois, se sentir coisas que não se explicam, já é estar apaixonada, então foi isso o que aconteceu...”

“— Devo encarar a morte como um processo natural. Ajuda-me a fazê-lo?”

“—Seja feliz, nem que seja por um dia, saiba que morrer também vale à pena...”

LANÇAMENTO

O voo da Estipe, volume I está em processo de publicação pela  MODO Editora Tradicional, sito blog http://modoeditora.blogspot.com, e será lançado no mês de Abril na Odisseia Fantástica de Literatura em Porto Alegre.

Sinopse do Voo da Estirpe II 
O túnel do tempo 

Até onde se chega em nome do amor? 
Clarice acorda num hospital após um ano de coma profundo. 
Todas as lembranças a atormenta, pois não sabe se são reais, ou decorrência da perda total de consciência durante o coma. 
Ela procura pelos lugares e pessoas que acredita um dia ter feito parte de sua vida e não é reconhecida por ninguém, exceto por Enzo. 
Um túnel do tempo e tantos outros mistérios e reencontros, trarão grandes revelações que não foram apresentados no O voo da Estirpe I e mudarão completamente a trajetória desta saga que continuará o amor de Clarice e Klaus muito mais envolvente em O Voo da Estirpe II, O túnel do tempo. 

Aguardem!






São três romances que parecem ótimos, e eu como adoro romances, já os anotei em minha listinha para ler, e que capas mais lindas!!!!
E vocês o que acharam?
Um beijão

10 comentários:

  1. Acabei de conhecer o seu blog e gostei bastante.
    As capas dos livros dessa editora são muito lindas.

    bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde Lara,

    Lançamenteos interessantes, gostei de saber sobre as autoras...abçs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. amei saber que a Nanda Meireles irá lançar mais um livro. E as capas sempre tão lindas.Não vejo a hora deles anunciarem as datas de lançamento.
    bjos

    ResponderExcluir
  4. As capas da Modo estão cada vez mais lindas, não é mesmo?

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  5. Oi Lara!
    As capas estão lindas também!
    O que mais quero ler é Aqueça meu coração, parece ser bem fofinho ^^

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  6. Oi Lara,

    adorei todos os livros, mas o que mais quero é O Voo Da Estirpe!! Todas as capas são realmente lindas!

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Eu fiquei apaixonada pela Nanda Meireles por causa dessas palavras sela. Eu já as ouvi antes. O livro da Adriana Vargas me deixou curiosa, e como a lá me lembrou, as capas são muito lindas e na minha opinião super bem feitas.

    Beijinhos,
    Kimy Gabrielli.
    http://blogkimygabrielli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá Lara!
    Ótimos livros para abastecer a estante hein...parabéns pelo post.
    Um Abraço!

    Bruno
    http://oexploradorcultural.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. A Editora Modo tem arrasado nas publicações né, e estas capas então, cada qual mais linda e melhor trabalhada, só tem autores bons aí!!!

    Vanessa - Balaio

    ResponderExcluir
  10. LARA!
    REALMENTE OS TRES SÃO ÓTIMOS, UM MELHOR QUE O OUTRO.
    A EDITORA MODO TEM ESCOLHIDO A DEDO OS LANÇAMENTOS.
    Desejo uma semana produtiva e com paz em seu coração!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/

    ResponderExcluir