A Cidade do Sol - Khaled Hosseini

  A Cidade do Sol
Autor: Khaled Hosseini
Editora: Nova Fronteira
368 páginas
Avaliação: 5/5

"O coração de um homem é uma coisa muito, muito perversa, Mariam. Não é como o útero de uma mãe. Sou a única pessoa que a ama. Sou tudo o que você tem no mundo, Mariam, e, quando eu tiver ido embora, não terá mais nada." 

Em Herat, no Afeganistão, no ano de 1959, nasce Mariam. Ela mora com sua mãe, Nana, e recebe a visita de seu pai semanalmente, porém Nana não gosta disso, e toda a vez que o pai da menina vai embora a mãe discute com ela, enfatizando o tempo todo que ele a abandonou pois ela é fruto de um adultério. Mas a garota ama o pai, ele a chama de florzinha e a trata bem.
Mas a vida perde seu rumo quando ao completar 15 anos, Mariam pede ao pai que a leve ao cinema, este não aparece para levá-la, e ela decide ir atrás dele em sua casa, mas dorme na calçada sem ser recebida por ninguém, rejeitada, volta para casa e ao chegar lá se depara com Nana morta.
Após o ocorrido, Marian foi morar com seu pai, mas não por muito tempo, pois ele e suas esposas trataram de arranjar um casamento para a menina, que foi para Cabul, com seu esposo Rashid. Mau tratada e sem ter para onde ir, Mariam têm que se submeter as maldades do marido.



"Aprenda isso de uma vez por todas, filha: assim como uma bússola precisa apontar para o norte, assim também o dedo acusador de um homem sempre encontra uma mulher a sua frente. Sempre.  


Laila, nascida em 1978, tinha uma ótima criação e um pai que dizia que ela podia ser o que quisesse, gostaria que estudasse e se formasse. Ela estudava e sabia que podia ter um bom futuro, não seria apenas uma mulher que serviria a seu esposo. Laila então, se apaixonou por Tariq, um grande amigo, e eles viveram esse amor, porém, os conflitos no Afeganistão eram cada vez maiores e um acontecimento mudou o rumo da história dos dois, e ela percebeu que não podia controlar seu destino.
A vida de Mariam e Laila se cruzam de uma maneira brusca e emocionante. E elas são obrigadas a conviver sob o mesmo teto, e com a ajuda uma da outra, elas tentam - mesmo em um país onde a vontade da mulher não prevalece - viver dignamente. 


A Cidade do Sol é uma narrativa comovente, em que os destinos das duas mulheres são roubados delas de uma maneira cruel e severa. É uma leitura muito bonita e triste, o autor construiu as personagens de maneira que sofremos e torcemos para que o futuro delas mude.
Além da linda trama, o livro também é um grande aprendizado sobre a história de um país que passou por diversos conflitos, e o ataque do Talibã ao Afeganistão é destaque, com essa invasão as regras ficaram ainda mais severas. Com essa leitura eu entrei na cultura de um país onde as mulheres não possuem direito a nada, são submetidas ao uso de burca e à vontade do marido. 
O autor descreveu os lugares, os detalhes e a as personagens muito bem, narrado em terceira pessoa, ele desenvolveu bem a trama, sem ser repetitivo.
Uma narrativa que me arrancou lágrimas, me despertou esperança para que a vida dessas duas mulheres tomassem rumos diferentes, mas fiquei triste por saber que fora da ficção há muitas Marians e Lailas que já sofreram tanto quanto nossas protagonistas.
Recomendo essa ótima leitura.


Um beijão!

17 comentários:

  1. Li esse livro um tempo atrás, e me apaixonei perdidamente pelo autor. É um livro com certeza triste, as vezes até chocante, mas, ao mesmo tempo, achei que o final foi razoavelmente feliz... Tirando por uma coisinha, hehe.
    Mas o livro é maravilhoso. Muito bom mesmo.

    Adorei sua resenha! Foi muito bom lê-la enquanto eu própria ia lembrando do que senti, enquanto lia o livro.

    Beijos [:

    ResponderExcluir
  2. Eu amo e odeio os livros do autor Khaled Hosseini, eles tem mesmo o poder de nos levar às lágrimas e ao mesmo tempo nos abre os olhos para as injustiças do mundo. Amar ou odiar? E agora?

    Vanessa - Balaio

    ResponderExcluir
  3. Own, minha professora me falou desse livro ontem, ela disse que é maravilhoso e vou amar, vou esperar terminar dois que estou lendo: A Guerra do Fim do Mundo e Felicidade Clandestina, para poder lê-lo e O Caçador de Pipas também, já que só assisti ao filme.

    Beijinhos!

    http://www.daniela-meucantinholiterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pela resenha Lara! Já li A Cidade do Sol e curti bastante. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Li esse livro a um bom tempo...! Meu Deus como é bom! Como eu chorei litros. Não sei se você conhece o Caçador de pipas do mesmo autor, conhece? Eu gosto muito mais de A cidade do sol. Apesar de O caçador de pipas ser mais conhecido e mais " famoso".

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Eu já tive vontade de ler esse livro, mas desisti pq algumas pessoas me falaram que o livro era horrível. Mas o livro parece ser ótimo fiquei com muita vontade de ler.
    Beijos,
    Luana Karla.
    http://sector-12.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Eu amoo esse livro de paixão, chorei tudo que pude nesse livro, e sempre que falam nesse autor falando no Caçador de Pipas, eu digo, não, o melhor livro do autor é sem dúvida A cidade do sol.
    Adorei a resenha, mas não gostei da classificação, achei que tinha que ser 5 estrelinhas, kkk, brincadeira, respeito sua opinião.
    Beijos, Lu
    Lendo ao Luar

    ResponderExcluir
  8. Boa noite Lara,

    Li e resenhei esse livro no blog, achei demais e achei fantástico, gostei muito da sua resenha, parabéns...abçs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Eu sempre tive vontade de ler esse livro,mas nem eu mesmo sei o prq não ter ido adiante, mas depois dessa resenha vou arrumar logo um tempinho pra ele.

    Beijos

    http://leiturasdepaty.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Nunca li o livro, mas sempre tive vontade.
    Gosto de livros que falam da realidade e possuem um enredo triste e comovente.
    Bjos

    ResponderExcluir
  11. Sempre quis ler esse livro... Só li Caçador de Pipas desse autor e gostei muito. :)

    Beijos

    Gleice
    www.murmuriospessoais.com

    ResponderExcluir
  12. Eu quero ler esse livro! haha
    Ele já está na minha listinha.

    BjO
    http://www.the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Linda resenha :)
    Eu adoro esse autor, desde o Caçador de Pipas eu o adoro hehe, esse livro ainda não li...
    O autor tem essa característica de nos emocionar, e pelo visto nesse livro a emoção se faz mto presente.
    Gosto de livros que transmitem a história e cultura de um país, e principalmente, que nos fazem refletir sobre questões que mesmo estando em uma ficção existem na vida real, espalhados por esse mundo.
    Esse livro é um dos meus desejado :)
    Bjs
    Daiane
    nouniversodaliteratura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Lara!
    Fico feliz em ler uma resenha boa desse livro, pois li algumas que não valorizavam a história, principalmente o conhecimento de outras culturas e seus perfis psicológicos.

    Final de semana descanse e tenha amor em seu coração.
    Luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Olá Lara;
    Li O Caçador de Pipas alguns anos atrás e já conhecia esse livro, mas é a primeira resenha que leio e pude perceber que ele é mais interessante do que eu imaginava. Achei o estilo de escrita o Khaled muito interessante, principalmente por poder conhecer um pouco mais da cultura do país. Vou colocar o livro nos Desejados rs
    Aliás, parabéns pela resenha \o/

    Beijos
    Ricardo - www.overshock.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. A cidade do sol é um livro constante na minha lista de compras, mas sempre passa algum na frente dele e ele fica de lado. Vou ver se consigo ler logo porque fiquei bastante interessada depois da sua resenha.

    Bjus, @dnisin
    http://diamanteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Aposto que eu iria chorar muito com esse livro rsrs
    Parece ser muito linda a história, em breve quero lê-lo :)
    Beijos, ótima resenha!

    http://rosa-amarelo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir